Efraim Filho discorda de aumento do IR e defende combate à sonegação fiscal e ao contrabando

08 de Agosto de 2017

“Aumentar impostos só quando não restar outra alternativa”

lider-dep-efraim-filho-coletiva-no-salao-verde-08_08_2017-55O líder Efraim Filho (DEM-PB) manifestou-se contrário à ideia de aumento do Imposto de Renda (IR) e disse que intensificar os mecanismos de combate à sonegação fiscal e ao contrabando, além de controlar os gastos públicos, são medidas para reequilíbrio das contas.
“Aumentar impostos só quando não restar outra alternativa”, afirmou. Ele acrescentou, ainda, que a sonegação fiscal e o contrabando geram evasão de receitas, além de financiar o narcotráfico.
Na conversa com a imprensa, tratou dos temas que serão debatidos esta semana na Câmara e considerou prioritárias as votações de medidas provisórias que vão auxiliar na recuperação econômica. “Essa é a agenda prioritária do Congresso agora: a retomada do crescimento, da recuperação dos empregos perdidos, da segurança pública”, ponderou.
Além disso, o líder Efraim Filho lembrou que a reforma política está no radar do Congresso. “É um tema urgente, uma vez que temos dois meses para debater e votar essa matéria, para que as novas regras possam valer para as próximas eleições”, argumentou.
O parlamentar ressaltou que o atual modelo eleitoral está exaurido e que é preciso atualizá-lo para que ele atenda às demandas da sociedade. “É consenso de que o modelo atual vai resultar em novos escândalos. Temos um ponto de partida vamos discutir para ter o melhor ponto de chegada”, completou.

fale conosco