Efraim Filho lembra que resultados da educação nos 13 anos do PT “falam por si”

17 de Maio de 2017

“Ministério da Educação “foi o único que o PT não loteou nos 13 anos em que esteve no governo. E o Brasil passa vergonha em qualquer teste internacional de matemática e de português”, afirma líder

imagedsc_8884Em audiência para ouvir o ministro Mendonça Filho (DEM), o líder Efraim Filho (PB) lembrou que o Ministério da Educação “foi o único que o PT não loteou nos 13 anos em que esteve no governo, mantendo sempre ministros petistas. E os resultados falam por si: o Brasil passa vergonha em qualquer teste internacional de matemática e de português”, declarou.

Na sequência, Efraim elogiou os novos rumos da educação. “É isso que o novo ensino médio significa: transformar o estudante num cidadão e não num militante político”, afirmou o líder, durante audiência pública na qual Mendonça Filho apresentou as Diretrizes e Programas Prioritários do MEC.

A apresentação foi realizada em reunião conjunta da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) e da Comissão de Educação (CE).

O deputado Onyx Lorenzoni (RS) também fez menção à recente reforma do ensino médio, que reestruturou o currículo estudantil. “Vossa Excelência entrou para a história como aquele que assinou a Lei Áurea do estudante do ensino médio no Brasil, e equivaleu o estudante de ensino médio no Brasil aos estudantes do mundo todo”, disse Onyx.

A deputada Professora Dorinha (TO) parabenizou Mendonça Filho pela reabertura do Plano de Ações Articuladas (PAR), que é pré-requisito para os entes federados receberem auxílio técnico e financeiro do governo federal. “O PAR estava fechado há anos, infelizmente. A importância da reabertura é que se trata de um instrumento que nos livra do balcão. É a oportunidade de estados e municípios apresentarem as suas demandas”, comentou Dorinha. A parlamentar pediu ainda que o MEC continue priorizando o Fundeb, o CAQ (Custo Aluno-Qualidade) e a educação pública.

“O senhor está parecendo mais o Tite nesta altura do campeonato. Conseguiu organizar a seleção, conseguiu trazer a esperança de volta”, ressaltou o deputado Carlos Melles (MG), fazendo referência ao vitorioso técnico da seleção brasileira de futebol. “Fico feliz que Vossa Excelência tenha dado a esse ministério, tão sufocado por ideologia, o que ele precisava: transparência e modernização”, complementou o parlamentar mineiro.

O deputado Sóstenes Cavalcante (RJ) parabenizou o ministro pelo trabalho que têm realizado em prol da educação, e criticou a gestão do governo anterior. “Estamos cansados do mantra, da mentira, da maquiagem, do petismo e da esquerda que engaram o brasileiro por 13 anos”, disse ele, finalizando: “a apresentação de Vossa Excelência, nos argumentos e nos dados estatísticos, desnudam a verdade e a mentira que o Brasil viveu nos últimos anos”.

fale conosco