Alexandre Leite protocola requerimento para instalação de comissão que investigará crimes virtuais

06 de Junho de 2019

“Queremos investigar o aliciamento de crianças para o cometimento de crimes de ódio e suicídio, e a interferência na democracia, através de ataques cibernéticos a autoridades”, ressalta.

Foi protocolado, nesta terça-feira (4), requerimento para a criação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que visa investigar o cyberbullying e as fake news. O autor da medida, apresentada no Senado Federal, é o deputado Alexandre Leite (SP).

“Queremos investigar o aliciamento de crianças para o cometimento de crimes de ódio e suicídio, e a interferência na democracia, através de ataques cibernéticos a autoridades e instituições no Brasil”, disse o deputado paulista.

A CPMI investigará ainda a “utilização de perfis falsos para influenciar os resultados das eleições de 2018”, a prática de bullying virtual sobre os usuários mais vulneráveis da internet e o uso da deep web – espaço de difícil rastreamento na internet – no incentivo a práticas criminosas.

O requerimento da CPMI contou com o apoio de 276 deputados federais e 48 senadores. A Comissão será composta por quinze deputados e quinze senadores, bem como igual número de suplentes, e terá prazo de funcionamento de 180 dias.

fale conosco