Câmara vai minimizar impactos do coronavírus, diz Maia

11 de Março de 2020

“O vírus tem baixa letalidade, mas o vírus é extremamente duro e derruba o sistema de saúde”, alertou o ministro da Saúde, Henrique Mandetta.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), disse que o Parlamento vai atuar na agenda urgente para melhorar a economia e minimizar os impactos da pandemia de coronavírus. “Estamos à disposição para discutir não apenas leis, mas principalmente soluções que envolvam o nosso orçamento, já que sabemos que haverá necessidade de utilização de recursos que não estavam previstos”, afirmou ele, segundo a Agência Câmara de Notícias.

Maia participa da comissão geral que discute ações preventivas da vigilância sanitária e possíveis consequências para o Brasil no enfrentamento do coronavírus (Covid-19). O ministro da Saúde, Henrique Mandetta (MS), participa da reunião. “O vírus tem baixa letalidade, mas o vírus é extremamente duro e derruba o sistema de saúde. Ele tem uma letalidade ao sistema de saúde, ou seja, mais pessoas ao mesmo tempo acionam o sistema de saúde”, alertou o ministro.

O presidente da Câmara disse ainda que é preciso discutir ações de longo prazo para blindar a economia. “Sabemos que, infelizmente, a nossa economia – que já vinha com crescimento baixo – certamente sofrerá um impacto maior e isso também impacta a vida dos brasileiros”, afirmou.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia de coronavírus (Covid-19) nesta quarta-feira. Integrantes da OMS afirmaram que haverá um aumento ainda maior do número de casos registrados, de mortes e de países afetados pela doença nas próximas semanas.

fale conosco